É bom, mas é caro.

Um lugar charmoso e com várias possibilidades interessantes é o Garcia & Rodrigues. Gosto dos produtos que oferecem e, em especial, de sua apresentação. O que eu não gosto é dos preços, que para algumas questões, ultrapassa os limites do bom senso. Tipo o que? Meio misto de queijo e tomate por R$ 12. R$ 6 por um café com leite e 12% de taxa de serviços. Entendo que eles se propõem a ser um negócio diferenciado, mas vale a pena ter coerência, quando estamos falando de produtos que não apresentam grandes diferenciais, como os que citei acima.

Eu torço pra que a direção do Garcia & Rodrigues flexibilize seus preços e continuem oferecendo produtos de qualidade. Acredito que é possível estabelecer negócios onde todos os lados tem um bom custo benefício.

Quem estiver afim de gastar um tanto, numa atitude, talvez de auto indulgência ou de simples torra de dinheiro, vá até lá. Tem um aqui no Shopping Vila Olímpia. http://www.garciaerodrigues.com.br/

Anúncios

Carlota na minha sexta

Adoro terminar a semana com um bom jantar acompanhado de amigos. É o tipo de situação que me motiva de maneira a perceber a vida valendo a pena. Jonny, um amigo querido, e eu, estávamos um tanto deslocados com essa movimentação toda de carnaval. A cidade fica uma maravilha, no que diz respeito ao trânsito e uma merda, no que diz respeito à pessoas, porque grande parte dos amigos acabam praticando o exôdo urbano nos feriadões.

Na última sexta, uma dica me encheu de entusiasmo me colocando de frente com o restaurante Carlota, um lugar pra lá de agradável, numa casa estilozíssima que eu sonharia morar. Parte do jantar serviu para imaginar minhas telas, minha parafernália artística e minha vida lá dentro, envolvidas pela atmosfera dourada insubstituível do lugar. Sempre digo, a luz é essencial na composição de qualquer ambiente. E eles acertaram por lá. Gostei mesmo.

A comida foi uma boa surpresa, pedi um linguado grelhado servido com molho cremoso de limão siciliano, cogumelos sauté e purê de batatas. Suave, bem executado e delicioso. Jonny pediu um gnocchi de ricota com ervas e azeite de trufas em leito de cogumelos e rúcula. Um prato delicado e saboroso, que eu me atreveria em indicar como uma saída sofisticada para jantares de verão, mesmo vivendo o fim dos dias quentes.

De sobremesa, soufflê de goiabada com calda de catupiri. Me pareceu estranho o catupiri no meio daquela descrição. Sendo bem sincero, o fato de eu ter certo preconceito com catupiri me fez olhar praquele prato com alguma desconfiança, no entanto, fiquei tomado pela curiosidade de ver qual era a proposta daquela combinação. Sem dúvidas, uma remasterização bem-sucedida do bom e velho Romeu e Julieta. Segundo os garçons, é um clássico que nasceu com a Carlota.

Ao meio de papos e tônicas, caímos na real de que, mesmo com a crise e todas as picuínhas da nossa rotina, não podemos deixar de viver esse tipo de experiência, que estimula, conforta e compensa qualquer coisa que pode nos chatear. Pode não ser um salvamento, mas se trata de uma boa bóia.

Um experimento: narrativa de comida e grafismos pra acompanhar. Decidi colocar a mão na massa e fazer diferente hoje.