Dia bom

Domingo ensolarado, primos queridos, passeio no parque e comida boa. Dêem uma olhada no que aprontamos na cozinha depois de praticar yoga no Ibirapuera, andar entre uma multidão de cachorros e donos felizes e bater um papo bom tomando sol na beira do lago.

Prato principal

Penne ao tomate e ervilha torta

Frite cebola no azeite extra virgem e coloque uns três ou quatro dentes de alho inteiros e duas folhas de louro fresco pra tostar junto. Quando estiver tudo dourado, acrescente meia beringela em cubos grandes. Se você quiser melhorar o sabor da beringela, deixe ela de molho na água com bastante sal alguns minutos antes de jogar na panela. Claro, escorra antes. Segundo as más línguas, isso evita que a beringela fique amarga. Em seguida, acrescente a ervilha torta e detone no azeite, até empapar a comida nele. A base do molho é essa. Salgue e moa pimenta verde na hora. Você determina a quantidade de acordo com teu humor. Em seguida, coloque dois tomates italianos bem maduros cortados em quatro partes com o miolo virado para baixo. Não mexa mais. Deixe tudo isso no fogo, dourando e soltando sabor. Quando os tomates estiverem levemente mais molinhos e com a base dourada, dê uma mexida e acrescente queijo parmesão ralado grosso na hora. Exagere. Eu costumo cozinhar a massa com folhas de louro, pimenta e sal grosso. Quando estiver al dente, escorra e coloque dentro da panela do molho e vá misturando gentilmente em fogo baixo. Desligue e sirva. Fica leve, colorido e super saboroso.
Sobremesa
Animando o domingão com morango e chocolate

Diagrame um prato fundo, daqueles pequenos, com a seguinte combinação:
– Sorvete de creme com crocante (apostei no Baden Baden, mas use o que mais gostar).
– Brownie com nozes (me atrevi a comprar pronto no mercado, em nome da praticidade que honraria meu domingo ocioso).
– Calda de morango com limão siciliano: bata no liquidificador uma bandeja de morangos com um limão siciliando e açúcar. 15 segundos e tá pronto. Cítrico, fresco e delicioso.
– Decore com raspas da casca do limão siciliano e cardamomo grosseiramente triturado.
Se tem algo que você vai ouvir serão os resmungos de prazer, pois essa sobremesa é um escândalo dentro da boca. Doces muito bem harmonizados com a adstringência do morango com limão e a excentricidade do cardamomo. Agora, preciso batizar essa sobremesa pra que ela passe a existir no mundo de maneira oficial. Tente fazer e deixe uma sugestão de nome.
Anúncios

Inaugurando o apê de Savieto

Sávio é meu sócio e grande amigo. Já tem um tempo que a gente trabalha junto e divide algumas ideologias, mas há pouco tempo nos tornamos sócios e escudeiros de coisas legais da vida. Nessa história de trabalhar nos moldes home-office, meu apartamento havia se tornado o QG das discussões e o vulgo ambiente de trabalho, porém, o Sávio tinha a rotina ingrata de atravessar a cidade pra gente poder resolver as questões da agência se olhando na cara. Levanta de madrugada, vai pra academia quase antes do sol raiar e aparece aqui em casa lá pelas 9h30, 10h da matina. Um saco pra qualquer cidadão. A partir dessa rotina desgastante, ele começou a procurar apartamento aqui perto de casa, pra poder deixar o carro em casa e trocar a buzina por um pouco de tranqüilidade. Nada de sucesso na busca até que, num de meus momentos de nôno Téo, forcei pra que ele fosse conversar com os caras que mais sabem de apartamentos disponíveis no mundo: os porteiros. Dito e feito, acabou vindo morar um apartamento ao lado do andar de baixo do meu.

Além dos medos declarados desse possível excesso de convivência (que pode levar a níveis gravíssimos, como pedir papel higiênico emprestado, no patamar mais dramático que se pode imaginar: ligando do banheiro e o vizinho tendo que levar. Não duvide! Melhor se precaver e estabelecer limites previamente. Gente é louca e a gente bem sabe disso!), rendeu um belo jantar de inauguração da cozinha. Se tratou de um penne ao limão siciliano e uma posta generosa de salmão ao limão com crosta de castanha de cajú, tudo regado a um bom azeite. Um exagero, levando em consideração o dia de merda que tivemos. Teria comido feliz um sanduíche de presunto e queijo com café com leite, porque, de mim, só restava alguma energia pra raspar limões e bocejar.
De qualquer forma, meu novo vizinho não fez feio no abre alas do apê. Pelo contrário, mandou benzaço, Savieto!