Guy Savoy. A comida e o estado da arte.

O mais elegante é a maneira como esse filme consegue te aproximar da relação do Guy Savoy com a comida, dos critérios, do cuidado e da delicadeza com que trabalham. O resultado é encantador e apetitoso. Quem dera eu participar de uma composição como essa e de me sentar naquelas mesas. Vale assistir.

Anúncios

Tears in heaven

Sim, eu me emociono. Confesso que quase chorei quando vi as fotos dos pratos do F12, um restaurante de Estocolmo, que a amiga internacional Eriqueta acabou de me apresentar. Viajada, sempre tem uma ou outra novidade pra jogar na cara e me fazer ver que, sim, o consumismo tem alto valor nessa minha existência libertária e libertina.

Tomei a liberdade de editar algumas fotos pra lembrar que, se tem algo que vale a pena queimar dinheiro nessa vida, é com comida. Espero que se deliciem tanto quanto eu me deliciei.

www.f12.se

Para ouvir: Blood like lemonade, Morcheeba